Moldura: Site da Família Vaccaro
 
                       
 
 
         
         
         
         
         
         
Moldura: GERÊNCIA do SITE
 
 
 
 
  PROPÓSITOS  
   
       Esta página foi elaborada com os seguintes propósitos:  
       1 - Para que todas as informações disponíveis sobre a família fique aqui registrada.   
       2 - Para que as novas gerações conheçam as suas origens e ascendência. É um motivo de honra.  
       3 - Para estimular e resgatar a italianidade e origens vênetas que está no gen de cada Vaccaro e famílias parentes.  
      4 - Para viabilizar e facilitar o reconhecimento da cidadania italiana jus-sangüinis dos descentes através dos documentos originais italianos que conquistamos. (Dada as dificuldades vencidas o verbo "conquistar" aplicado aqui está corretíssimo).   
   
   
     
 
  Para tratar de assuntos sobre este site:  
         
  Endereço Postal   Endereço Eletrônico  
 
 
 
 
  Walter Vacario     wvacario@ig.com.br      
    R. Clemente Falcão, 294 - Pq. São Rafael.      
    CEP 08320-330 - SÃO PAULO - SP      
         
         
    Telefones: Residencial: ( 011 ) 2013 0732 Comercial: ( 011 ) 2919 1800 Celular: ( 011 ) 9612 9525  
                         
     
 
  ENDEREÇOS ÚTEIS:  
     
     
  CIDADANIA ITALIANA  
     
  CONTATOS TELEFÔNICOS COM COMUNES e PADRES na ITÁLIA.  
  CRISTIANE PONTES BERGAMASCO  
  Resid.: 0xx11 3903 3946  
  Cel.: 0xx11 8674 6910  
  E-mail: cristianepontes@bol.com.br  
     
  CORREÇÃO DE NOMES - PROCESSOS JUDICIAIS.  
  Dra. NEUSA - SÃO PAULO - SP  
  Tel.: 0xx11 2011 2846  
  Obs.: A correção de nomes, no nascimento, poderá ser feita através de um simples processo administrativo, no próprio cartório, porém, se o declarante não foi o próprio pai, há a necessidade de um processo jurídico.  
   
     
     
     
  CEMITÉRIOS:  
     
  Cemitério de SÃO MANUEL - SP  
  0xx14 8188 1771 - Chicão.  
     
  Cemitério de CORNÉLIO PROCÓPIO - PR  
  0xx43 3904 1149 - Sr. Lucas.  
     
     
 
 
  AGRADECIMENTOS  
   
       Agradecemos em nome da família a todos os familiares e amigos que ajudaram a construir esta página.  
       Primeiramente a Cristiane Bergamasco Pontes, sem a qual nada disto teria acontecido. Ela voltou da Itália, decidida a conquistar a sua cidadania italiana, e a partir de 2006 começamos a trabalhar juntos e conseguimos o que buscávamos.  
   
   
       Ao Ruben e ao Romildo do Silvio Vaccaro, que contribuíram muito com informações e fotos antigas. Também o Roger, filho do Ruben, que nos mandou as fotos via e-mail.  
   
       Ao Eugênio filho do Antonio Brasilisio, (para nós Nêne do tio (Angelin), que divulgou na internet muitas informações sobre os familiares da casa do Ângelo.   
   
       A Sandra dos Anjos Vaccaro, que é bisneta do Leonel (Nelo) e Genoveva Zanutto, que forneceu muitas informações de pessoal descendente da casa do Leonel.  
   
       A Ica, Antonia Aparecida Mazzaro, filha da Nêta, que contribuiu com documentos e fotos raras dos Vaccaros, dos Mazzaros e dos Dorinis.  
   
       Ao James, filho da Cidoka (Maria Aparecida Vaccari) que digitalizou e forneceu fotos recentes e antigas de familiares.  
   
       A Mariza Bertozo Vaccaro, filho do Gênio do Giácomo Vaccaro, graduada em letras, que analisou e corrigiu os textos em língua portuguesa.  
   
       E a tantos outros que de alguma forma contribuíram para tornar possível esta realização. Se formos citar todos esta leitura ficaria um tanto enfadonha.  
   
     
  CONTAGEM DAS GERAÇÕES  
   
       A definição de Primeira, Segunda, Terceira geração, etc., depende de pontos de vista.  
       Os japoneses por exemplo, têm como primeira geração, os próprios que imigraram do Japão, sendo que os filhos nascidos no Brasil já são a segunda geração (Nissei). Neste caso está se contando: Primeira Geração NO Brasil, Segunda Geração NO Brasil, etc...  
   
   
       Nos documentos do governo italiano, conta-se como primeira geração, os filhos do imigrante NASCIDOS no Brasil.  
       A diferença é que, a SEGUNDA GERAÇÃO de japoneses NO Brasil, para nós é a PRIMEIRA GERAÇÃO de italianos NASCIDA no Brasil.  
   
       Desta forma, estaremos seguindo a forma de ver do governo italiano, sendo então os nossos imigrantes ARCÁDIO e ILDA nossa Primeira Geração na Itália, e seus 10 filhos, nossa Primeira Geração no Brasil.  
   
     
  DADOS de FAMILIARES, FOTOS etc...  
   
       Não está descartada a possibilidade de algumas imprecisões nos dados de alguns familiares, e desde já apresentamos as costumeiras "desculpas".  
   
       Na ÁRVORE ainda faltam alguns nomes do pessoal da segunda geração e muitos da terceira geração em diante.  
       Basta entrar em contato, preferivelmente por e-mail, que estaremos fazendo os acertos e inclusões.  
       No campo "HISTÓRIA", conte a sua história, ou de seu ancestral, sempre em poucas linhas para não ultrapassar o nosso espaço no provedor. Mesmo onde já há uma historia narrada, se você conhecer mais detalhes, (ou até correções), informe, que assim vamos enriquecendo e aperfeiçoando a página da família. É importante, pois trata-se de um marco para a posteridade.  
   
   
   
       Algumas fotos foram subtraídas da internet, orkut, etc. Se você não quiser a sua foto publicada, ou quiser trocar-la, informe.   
   
     
     
  SEGURANÇA  
   
       Por questão de segurança, não convém publicar endereços de e-mail, telefones etc., Na verdade não sabemos até onde isto é desaconselhável.  
   
       Por esta razão a página com os endereços, e-mails e telefones necessita senha, e é restrita aos familiares.   
       Para obter a senha entre em contato e identifique-se, ou pegue-a com outro familiar que lhe seja próximo.  
       Outros dados pessoais estão publicados na página do familiar.  
       De qualquer forma, caso não queira o seus dados publicados, o que é perfeitamente compreensível, contate-nos. Os campos dos dados poderá estar resumido apenas ao nome do familiar, sem maiores detalhes.  
   
     
 
 
     
  OS 30 ANOS DE BUSCA  
   
       Com o propósito de resgatar a história e a genealogia da família, como também para possibilitar o reconhecimento da cidadania italiana dos descendentes, dei inicio no ano de 1977 a busca por informações e documentos dos nossos antepassados.  Contando com algumas paradas e retomadas, somente 30 anos depois, em 2007, que pude chegar a algum resultado positivo.  
   
   
   
       A principio, tudo o que se tinha em mãos eram alguns documentos da família, de cartórios brasileiros. Do avô italiano mesmo, do Arcádio, somente a certidão de óbito, que consegui por volta de 1979 ou 1980.  
   
       Baseado nas pouquíssimas informações que se possuía, foi feita uma varredura na província de Verona, com uma carta para cada comuna, sem resultados. Várias delas nunca foram respondidas, enquanto outras explicavam com detalhes as dificuldades existentes como também as probabilidades quase nulas em se conseguir tais informações, devido a destruição por guerra, incêndios, terremotos, etc.  
   
   
   
       Pouco se sabia sobre o nôno Arcádio. Nos documentos o seu nome aparecia diverso, como Archangelo, Arcângelo e também Arcádio, que é o verdadeiro. Também o cognome aparecia Vacario, na certidão de casamento religioso e na certidão de nascimento do filho João, meu pai, enquanto na certidão de nascimento de todos os outros filhos era Vaccaro mesmo. Mais tarde descobrimos também Vacco, no Museu do Imigrante.  
   
   
   
       Ele faleceu em CORNÉLIO PROCÓPIO, PR, e na certidão de óbito dizia que ele era natural de VERONA, na ITÁLIA, e havia falecido aos 89 anos de idade aproximadamente.  
   
       Como ele faleceu em 1960, aos 89 anos de idade, isto apontava o seu nascimento para 1871. Isto estava correto, mas como o documento não apontava com precisão os 89 anos de idade a busca deveria ser feita com margem de 2 a 4 anos para mais ou para menos.  
   
   
       Por outro lado, o ano de 1871 foi justamente o ano da transição, quando Verona passou a fazer parte do Reino da Itália, e os cartórios distritais começaram a funcionar a partir de Setembro de 1871. Antes disso, somente nas parrocchias.  
   
   
       Na verdade, os padres das parrocchias resistem em responder cartas dessa natureza, e solicitação por telefone, somente se tiver certeza do nome da comuna (cidade - município) onde o ancestral havia nascido. São oitenta e cinco comunas em Verona, e cada comuna ainda tem de 2 a 6 Frazioni (Subdistritos).  
   
   
       Foi como procurar agulha no palheiro. Foi uma busca quase impossível.  
      No ano de 2002 achei melhor contratar os serviços de um profissional. Há um especialista na Barra Funda, e lá fomos nós. Após 2 anos concluí que os profissionais têm as mesmas dificuldades que nós. Porisso, preferi retirar toda a documentação e continuar a batalha sozinho mesmo.  
   
   
       Em 2004 tive uma ajuda valiosa do Valdecir Galvani que conseguiu junto a Cúria Metropolitana de Botucatu o assento do matrimônio do Arcádio. Apesar do valor incontestável dessa documentação, a busca pelo principal documento, que é a Certidão de Nascimento do Arcádio continuava nebulosa. O Valdecir Galvani é meu sobrinho por parte da Elza, minha esposa.  
   
   
   
   
       Em 2006, a Cristiane Bergamasco Pontes voltou da Itália, decidida a conquistar a sua cidadania italiana. Aí então começamos a trabalhar juntos.  
   
       Fomos descobrindo os métodos e os macetes e fomos premiados, descobrindo tudo o que precisávamos. Ela empenhou-se, não somente em resgatar as informações do seu bisavô, mas também do Arcádio Vaccaro.   
   
      Somente em 2006, conseguimos um documento importante da Itália que deu luz a toda a busca. A chamada " lista di leva ", que revelava quase tudo. Seu nome era mesmo Arcádio Vaccaro, e a melhor notícia de todas. Era nascido em Verona sim, como se dizia, mas na província (estado ) de Verona, não na cidade de Verona. A sua cidade de nascimento se chama COLOGNA VENETA na província de VERONA, na região do VÊNETO. Mesmo sabendo a cidade, ainda tivemos trabalho. COLOGNA VENETA tem 6 (seis) frazioni e o padre de Cologna negava que ele tivesse nascido lá. Foi necessário enviar carta com a Lista di Leva anexada para que ele mandasse procurar nas frazioni (Subdistritos), sendo então encontrado em BALDARIA di COLOGNA VENETA. Ufa.    
   
   
   
   
   
   
       Apesar da resistência do padre de COLOGNA, cujo nome nunca nos foi revelado, um contato com outro padre, (cujo nome prefiro omitir por razões éticas), que nos ajudou de fato, e com toda a boa vontade e o cuidado de um verdadeiro padre nos pesquisou e encontrou lá o assento de batismo do vô Arcádio. A ele nossos agradecimentos, em segrêdo.  
   
   
       Deixo aqui publicado os nossos agradecimentos a Cristiane Bergamasco, em nome de todos os integrantes da Família Vaccaro, que enviou mil e-mails para comunas, parrocchias etc. Em várias madrugadas (aqui no Brasil), ligamos para as parrocchias, e ela, com seu polido italiano conversou e discutiu com os padres, o que foi decisivo para o nosso sucesso.  
   
   
   
       Agora achei por bem publicar tudo o que foi encontrado, e outros, nesta página, tanto para preservar o acervo como para o uso dos familiares para fins de cidadania italiana e história da família.  
   
       Você, que é um Vaccaro, e tem informações sobre seu pai, seu avô, bisavô etc., ou sobre você mesmo e os de sua casa, e gostaria que fosse publicada, entre em contato. Ou ainda, se sabe os nomes de parentes que faltam lá na Árvore Genealógica, ou ainda eventuais nomes incorretos, entre em contato, informe.  
   
   
       Algumas fotos foram copiadas da Internet, da página do Déi e do orkut. Se a foto for sua, e quiser removê-la ou trocá-la, entre em contato.  
   
       Não temos muitas fotos do pessoal da Primeira e Segunda Geração. Falta-nos fotos da nona Ilda Samogin como também do pessoal da Segunda Geração. Havia uma foto do Arcádio e da Ilda juntos. Era um quadro muito antigo que andou de casa em casa do pessoal da Segunda Geração. Se alguém souber, mande uma cópia.  
   
   
       Espero que isto tenha sido útil e proveitoso para a família.  
     
    Walter Vacario  
     
 
 
Moldura: Topo